Blog

Como calcular CDI

Começou a investir no mercado financeiro? Saiba que essa atitude é muito importante para ganhar uma renda extra através das ações de empresas junto ao mercado financeiro.

Porém, muitas pessoas ainda encontram certas dificuldades com termos técnicos da área. Um dos termos onde há muita confusão é acerca do CDI. O que é CDI? Como calcular CDI?

Sabemos que este assunto pode gerar certa dor de cabeça, mas estamos aqui para esclarecer esse ponto e te dar o embasamento necessário para realizar seus investimentos com segurança e rentabilidade.

 

O que é CDI?

 

Este termo é bastante comum no mercado de ações, tanto por quem investe quanto por quem resgata ações compradas anteriormente.

O CDI é a sigla para Certificado de Depósito Interbancário.

Mas o que são esses certificados?

É basicamente o dinheiro das instituições bancárias que fazem empréstimos entre si para circulação de títulos dentro do mercado.

É uma modalidade de empréstimo de prazo bem curto e que tem o objetivo final de garantir o fluxo positivo de faturamento da instituição ao fim de cada dia.

Exemplo: O Itaú faz empréstimos de CDI do Bradesco, o Bradesco pega CDIs do Santander, o Santander compra CDIs do Itaú, entre outros casos.

Mas porque os bancos fazem isso?

As instituições financeiras realizam este tipo de procedimento para equilibrar o fluxo de caixa, ou seja, quando as operações registram mais saques de valores do que depósitos.

Essa regra é permitida pelo Banco Central do Brasil e os valores são pagos entre os bancos com outros CDIs, em um fluxo diário de operações.

E os bancos disponibilizam esses títulos para compra no mercado financeiro, nos mesmos moldes do que o Tesouro Direto, com a diferença básica entre instituições privadas e o Governo Federal.

Depois de entender o que é o CDI, você deve ter se interessado em adquirir um pedaço desses certificados.

Como em todo investimento, saber como é a forma de cálculo te ajuda a definir se vale a pena entrar neste mercado. Veja como calcular CDI.

 

Como calcular CDI

como calcular o cdi

Importante lembrar que as taxas do CDI são fundamentais e balizam a remuneração de diversos investimentos de renda fixa, como:

  • CDB (Certificado de Depósito Bancário);
  • LCI (Letra de Crédito Imobiliário);
  • LCA (Letra de Crédito Agrícola).

 

O CDI tem três tipos de mensuração: diário, mensal e anual, se baseando em um cálculo que acompanha as definições da taxa básica da economia nacional, a taxa SELIC, que já falamos anteriormente.

O cálculo da CDI mensal é feito pela média das taxas de CDI diário, dado que pode ser conferido em plataformas específicas de investimento, em que essa taxa é mensurada.

Faz-se a média ponderada das ações operadas e a taxa aplicada e assim se define a taxa diária. Com esses dados, consegue ver no final de 12 meses a taxa consolidada.

Divide-se a taxa acumulada por 12 e descobre a taxa mensal.

A CDI anual é uma somatória dos valores aplicados em 12 meses, de acordo com a metodologia aplicada no mercado financeiro.

Pode parecer complicado entender dessa forma, mas lembre-se de um princípio importante: para saber como calcular CDI, use com base que a taxa é parecida com a SELIC.

 

Acompanhe nosso blog para mais dicas de economia

 

Com larga experiência no mundo corporativo e passagens pelo Ministério da Fazenda, onde atuou no Conselho Monetário Nacional e foi presidente do Conselho Fiscal do Banco de Investimentos do Banco do Brasil, e na Prefeitura do Rio de Janeiro, Igor Barenboim possui know-how para te dar as melhores dicas sobre o mercado financeiro.

Formado em economia pela PUC, mestre e Ph.D. em Harvard, atua como professor na Fundação Getúlio Vargas e tem dezenas de artigos publicados no Jornal do Brasil, O Globo e Valor Econômico.